BLOG

Cloud Compunting Ainda é Dúvida?

Líderes de tecnologia da informação e administradores organizacionais precisam enfrentar alguns desafios antes de considerarem uma movimentação de serviços de TI para fora da empresa. Observemos por exemplo que os ativos de infraestrutura e o pessoal técnico existentes dentro da empresa precisarão ser transferidos ou descartados em alguma medida, que deverá haver uma modificação considerável de algumas rotinas de trabalho de suporte relacionadas a mudanças e liberação, gerenciamento de incidentes e de eventos, além de outras questões mais pontuais. Há, porém, duas questões relevantes que poderão complicar o processo.

A primeira diz respeito aos aplicativos de missão crítica existentes na empresa, que alguns chamam de legado. Migrar esses sistemas para a nuvem pode ser muito complicado e caro. Estamos falando de aplicações ancestrais, desenvolvidas em arquitetura cliente-servidor, que trafegam dados como se o desktop e o servidor estivessem lado-a-lado comunicando-se em uma rede local de dados, e que não funcionarão em outro tipo de cenário. O problema é mais grave porque para algumas indústrias, a exemplo dos bancos, essas aplicações estão em maioria. Nesse caso faz-se necessária uma avaliação sobre os cenários alternativos de reinvestimento sobre a aplicação ou a sua substituição por serviços habilitados para cloudNão será fácil.

Outra questão que merece destaque é sobre o modelo de contratação e orçamentação, bem como o nem sempre tranquilo relacionamento com os fornecedores, mormente no setor público. Ocorre que o modelo de nuvem é forte justamente pela elasticidade no uso de recursos e serviços, bem mais aderente aos tempos atuais que os modelos convencionais de contratação e imobilização de recursos. Porém impõe-nos a obrigatoriedade da medição, da fiscalização, tarefa essa que não pode ser delegada para o fornecedor. Ou seja, as organizações precisam desenvolver mecanismos próprios de medição e fiscalização do contrato. Essa situação se agrava quando percebemos que as empresas não devem jogar suas fichas em um único provedor, e que ambientes multi-cloud são extremamente difíceis de administrar nesse último aspecto. Com relação a isso, a contratação de corretagem confiável, com plataformas de bilhetagem explícita que exponha a cada momento as taxas alternativas cobradas por cada provedor deverá ser o caminho. Há importantes avanços no mercado nessa direção.

Autor:

Compartilhe nas Redes Sociais

Outros Artigos

Nuvem

CE | RN | PE | SE | BA | MG | SP - Telefone: (85) 3119.5969

Golden Technologia © 2018 - Todos os direitos reservados.
Termos de Uso | Política de Privacidade

Nunan