BLOG

Wirelink, parceira oficial da Golden, fortalece qualidade da internet na região de Carajás com anel óptico

Uma das maiores construtoras de redes para grandes operadoras no Brasil realiza evento em Marabá para celebrar novo momento com seus clientes.

Provedores, órgãos de governo e clientes corporativos de internet da Wirelink Telecom na região Norte já estão comemorando o salto de qualidade oferecido pela empresa, considerada uma das maiores do segmento no Brasil. Na noite desta quarta-feira, 26, diretores da Wirelink receberam clientes no salão do Império Eventos, em Marabá, para apresentar as novas conquistas e anunciar projetos de melhoria para eles.

Para quem não sabe, a Wirelink é uma empresa cearense que surgiu há 16 anos como construtora de redes para grandes operadoras e recentemente deu um grande passo na consolidação de sua infraestrutura própria no Pará, qualificando melhor seus clientes, boa parte dos quais atua como provedor de Internet no sul e sudeste do Estado.

Adriano Marques, CEO da Wirelink, explicou que resolveu convidar os parceiros para compartilhar o novo momento, com o início da operação de um novo anel óptico, que tem de 2.300 quilômetros iluminados, abrangendo 27 cidades dos estados do Pará e Maranhão. Com isso, caso haja problema de corte de fibra óptica (o que ocorre ocasionalmente nesta região por fatores externos) o cabeamento de uma cidade acaba ajudando a outra, em função de uma ligação inteligente no chamado anel óptico.

Ele contou, ainda, que a nova rota utiliza tecnologia Dense Wavelength Division Multiplexing (DWDM), da Huawei, e tem capacidade para atingir velocidades de até 8Tbps. “A ideia foi atender as cidades do Pará e do Maranhão que não eram assistidas pelas grandes operadoras. Em paralelo, criamos uma nova rota entre Marabá e Imperatriz, atendendo cidades do Tocantins e protegendo também a rota entre Marabá e Imperatriz, onde não havia anel”, explicou Adriano Marques, sócio da Wirelink, que compartilhou as novidades acompanhado de Luiz Armando.

Ainda segundo ele, com esse projeto, a empresa ultrapassa 20 mil quilômetros de fibra – de rede própria, swap com outras operadoras e links contratados – em oito estados: além do Ceará, Piauí, Rio Grande do Norte, Pará, Paraíba, Maranhão, Tocantins e Pernambuco.

Atualmente, a Wirelink tem uma carteira que atende empresas, ISPs e órgãos de governo. “Com as novas redes, a nossa expectativa é de crescer 30% no faturamento”, estima Marques.

O CEO ressaltou que a Wirelink tem forte atuação no mercado corporativo, destacando-se pela agilidade, preço e qualidade no atendimento. “Em nosso quadro de funcionários temos engenheiros e técnicos especializados para qualquer tipo de solução, seja em fibra óptica ou redes sem fio. Informação é, sem dúvidas, o grande diferencial competitivo do mercado e a internet hoje é o meio facilitador. Por isso, investimos em tecnologia, backbone, fibras ópticas, equipe especializada e sistemas de gestão de rede para que nossos clientes tenham sempre a melhor experiência de comunicação. Seja em Telefonia, Internet, Link Privado, Data Center ou Projetos Especiais, temos sempre a melhor solução com o menor custo para atender os segmentos a que nos predispomos”.

A empresa também atua, há três anos, no serviço de transporte internacional. Tem uma conexão de 70 gigabit GE entre Fortaleza (CE) e Miami (Estados Unidos). Para provedores de acesso à internet, segmento no qual está apostando este ano, a Wirelink oferece redes Metro Ethernet, DWDM, rádios digitais e fibras ópticas.

SERVIÇO APROVADO

Empreendedores presentes ao evento testemunharam sobre a melhoria significativa na entrega de sinal de internet e estabilidade do mesmo. É o caso de Alexander de Castro Reis, mais conhecido como Magela, do provedor Flexanet, de Parauapebas. Ele contou que atua no ramo há muitos anos, desde os tempos de internet via rádio e sofreu com operadoras que não faziam investimentos necessários para a melhoria dos serviços para a região, deixando os provedores locais, a população e as empresas em situação difícil. “Com a vinda da Wirelink, em 2013, os horizontes começaram a clarear, e nos últimos anos esta empresa realmente focou na melhoria da rede de fibra óptica para nossa região e agora está trazendo para a região serviço com mais qualidade e estabilidade”, celebra.

Magela reconhece que com o estabelecimento do anel óptico, os serviços da Wirelink melhoraram ainda mais. “Tenho certeza que teremos mais novidade por aí, pois as informações que tivemos no encontro em Marabá apontam para a instalação de novos anéis ópticos em um futuro próximo”, diz.

Em nome do FLEXANET e dos provedores que acreditaram na Wirelink, ficam aqui nossos agradecimentos.

Mariana Miranda, uma das proprietárias da Skorpionet, empresa provedora de internet em Marabá, testemunhou durante o evento desta quarta-feira como o sinal manteve-se mais estável a partir das mudanças implementadas pela Wirelink. “Isso é percebido, também, pelo cliente final, que mostra-se satisfeito com o serviço que oferecemos. Todos saem ganhando”, comemorou.

Wirelink em números:

  • 16 anos de atuação no mercado
  • 20.000 km de fibra óptica
  • 15.300 acessos de rede
  • 100 Gb/s de capacidade de transporte DWDM
  • 99,9% de disponibilidade de backbone
  • 1,3 Tbps de tráfego IP gerenciado
  • 8 estados atendidos
  • 4 saídas internacionais do provedor

Compartilhe nas Redes Sociais

Outros Artigos

Nuvem

CE | RN | PE | SE | BA | MG | SP - Telefone: (85) 3119.5969

Golden Technologia © 2018 - Todos os direitos reservados.
Termos de Uso | Política de Privacidade

Nunan